sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Natal de Au Pair

Prezados leitores, Feliz Natal.

O comércio em Saint Louis fecha as 16h do dia 24 e só reabre dia 26. Olha que maravilha.

Passei a noite do dia 24 na host house da minha grande parceira, au pair querida, grande amiga, Alininha. Bebemos um vinhozinho branco que estava um luxo e comemos peru com purê de batata (que é A comida das datas especiais nos EUA). Aline fez brigadeiro e beijinho de sobremesa - comi de joelhos.

Dia 25 almoçamos com minha host family, abrimos os presentes na casa deles e adeus. Regressamos pra casa da Alininha e a vida é assim. Falei com minha família no Brasil pelo Nextel e senti vontade de chorar. É

realmente estranho passar o Natal com família que não é a sua mas ta valendo. Ano de intercâmbio é longe de casa passando frio na neve mesmo. Quem não curte que volte pro Brasil. Por agora aqui é onde quero ficar.

Já é Natal na Leader Magazine.

Sigam esse twitter @babufs

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Ser AU PAIR é...

...Ter seus sonhos de ser mãe destruídos e mesmo assim desempenhar seu trabalho com satisfação;

...Ficar aborrecida porque cuida do filho dos outros. Ficar contente porque cuida do filho dos outros. Ficar com raiva das frescuras do filho dos outros. Ficar alegre porque o filho dos outros não é o seu filho;

...Se controlar para não bater na criança alheia, para não gritar com a criança alheia e para não matar a criança alheia, tendo em vista que se você perder o controle e praticar tais atos será presa e ir presa nos EUA será a vergonha da sua vida;

...incluir a Super Nanny na lista dos seus ídolos;

...Orar a Deus pedindo somente uma coisa: PACIÊNCIA. Descobrir que Deus concede tudo o que pedimos e ainda mais um pouco;

...Descobrir que mencionar TIME OUT (castigo) é algo tão poderoso quanto mover uma montanha;

...Se pegar com os olhos cheios de água quando pensa no dia em que terá que voltar para casa carregando um monte de malas mas deixando na host home sua malinha favorita;

...fazer novos amigos e considera-los tanto quanto você considera a velha guarda;

...não querer pensar no dia em que precisará voltar a dirigir um carro manual;

...reconhecer que a força muitas vezes vem da fraqueza e que nos momentos de dificuldade é que superamos nossos limites e alcançamos a plenitude da felicidade (oi, eu sou clichê);

...fazer um blog onde você fala, fala, fala, não diz p*##a nenhuma e descobrir que ainda assim ajuda as pessoas.

... e seguir esta que vos escreve no twitter @babufs

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

E Viva o Acento

Arrumei uma maneira de colocar acento nos textos. Poderia ter feito isso antes, mas eu sou desorganizada em relação a administração do meu tempo. Divirtam-se me seguindo no twitter @babufs. Beijos

Tudo Congelado

A temperatura aqui esta em torno de 20 graus na escala Fahrenheit, o que convertido para Celcius significa -6.67 °C. Isso mesmo, quase 7 ABAIXO DE ZERO.

Tem caído uma neve fininha mas nem esta tudo branco então não me empolguei para bater fotinhas.

O mais interessante até agora é que no jardim aqui de casa tem uma mini cachoeirinha e grande parte dela esta congelada. Oquei, super vou compreender se você me mandar para qualquer lugar feio, mas é que eu nunca tinha visto uma mini cachoeirinha congelada e precisava contar para alguém.
Twitter @babufs
Fim.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Lugar Comum

Ta, gente. Belezera. Eu sei que eu quase nao ando postando no blog e que os raros posts estao com qualidade abaixo de zero. Sei que tenho escrito coisas mais obvias do que a boiolagem de homem que coloca foto sem camisa no perfil do Orkut ou Facebook e sei tambem que os textos estao se revisao. Nao, eu nao esqueci que prometi postar sobre perguntas a host family na hora da entrevista. Me perdoem, mas eu ando muito cansada. Vou tentar melhorar. Me incentivem seguindo eu no twitter @babufs
Beijo e me telefonem.

Aniversario longe de casa

Como eh passa um aniversario longe da familia, amigos, etc?
Nada demais, nem nada de menos. Nunca fui dessas pessoas que comemoram aniversario e muitos amigos ate se aborrecem comigo por isso. Gosto de ir comer bolo na casa dos meus avos, ver minha familia toda e ganhar presentes. E jah esta bom.
Dessa vez meu aniversario caiu num domingo. Como minha host fez aniversario na sexta-feira e eu ia passar o final de semana fora, jantamos e cantamos parabens pra nos duas aqui em casa na sexta mesmo. No sabado fui tomar um chopp e falar bobagem com duas amigas que eu amo muito - Carol e a Aline. Domingo acordo eu e Aline e pra nao perder a tradicao fomos tomar cafe no Saint Louis Bread Company. Quando minha mae me chama pelo radio, nos duas lembramos que opa! Hoje eh meu aniversario! Almocamos num mexicano depois e a noite me presenteei com um GPS. Fim.
P.S.: Este post eh especialmente dedicado ao seu Ailton (/>>interna).
twitter @babufs

Eu e Meu Pequeno Principe, Meu Pequeno Principe e Eu

Ahhhhh o meu menino...
No inicio ele berrava, dizia que nao queria ficar sozinho comigo. Chorava e dava escandalo-show quando os pais saiam de casa.
Mas o TEMPO mais uma vez agiu para me privilegiar.
Me desdobrei,me redescobri, me esforcei, brinquei excessivamente, abracei e demonstrei minha real intencao de amizade talvez mais do que tenha feito pelos meus amigos durante toda a vida.
Finalmente o conquistei e meus olhos enchem de agua quando penso no dia do meu regresso ao Brasil em que teremos (ai, Deus!) que nos separar.
Outra noite ele teve uma alergia e precisou ir ao medico. Nao consegui dormir ate ve-lo chegar em casa. Ele entrou chamando meu nome e quando fui abraca-lo percebi o quanto o amo e, finalmente, sou correspondida.
twitter @babufs - segue la

Medo do que?

Quer me irritar? Entao diga que "acha o maximo eu ser au pair e que soh nao faz o mesmo porque nao tem condicoes de largar tudo".
O maximo que voce vai conseguir com essa frase eh fazer com que eu conclua que voce eh imbecil. Porque voce nao fala que NAO QUER? O que tem de errado nisso, meu Deus? Ou porque voce nao se resume a ficar em silencio, ou a justificar de forma decorosa a sua opcao? Voce pode citar por exemplo: "Poxa, eu adoraria ter uma experiencia fora do Brasil, mas se sair do estagio na Ambev agora, onde estou prestes a ser contratado(a) para a assessoria da presidencia, nao vai se muito interessante para a minha carreira", OU "Poxa, ja estou VELHO(A) para fazer intercambio e alem do mais ja conheco o mundo inteiro", OU "Sofro de dependencia emocional cronica e tenho baixa auto estima como agravante, entao nao posso ficar um ano longe do meu namorado(a), pois tenho medo que ele(a) arrume outra pessoa e eu nunca mais consiga alguem".
Gente, o que uma pessoa com idade para ser au pair ou fazer qualquer outro intercambio, que nao tem filhos nem casamento, tem pra largar? Faculdade? Carreira? Ah, me poupe. Ja ouviu falar que faculdade pode ser trancada e e depois retomada normalmente? Que tem gente que recomeca a carreira aos 40 anos (sem ter morado fora do Brasil) porque parou de trabalhar aos 21 para criar os filhos? E que ainda assim consegue exito?
Entao NADA, leia outra vez, NADA do que voce diga vai me convencer de que passar 1 ou 2 anos em outro pais aprendendo outro idioma e outra cultura vai ser prejuducial a alguem de vinte e poucos anos. Sinto muito, mas comigo por favor, nao meta essa.
Aproveita e segue eu no twitter @babufs

Thanksgiving

Sabe pre night? Entao, o Thanksgiving eh tipo um pre Natal.
A intencao eh outra totalmente diferente, mas o que acaba acontecendo eh: as familias se reunem nas casas para comerem peru e dizerem Happy Thanksgiving para os parentes que elas soh encontrarao novamente no Natal e no Thanksgiving do ano seguinte.
Quem quiser ler sobre a real tradicao do Thanksgiving eh soh clicar aqui.
No dia posterior rola uma super liquidacao em todo o pais - eh o famoso Black Friday - onde as pessoas vao pra porta das lojas ainda de madrugada porque os precos estao reduzidos por menos da metade. Fim.
segue eu no twitter @babufs

Feliz Aniversario, dona Bruna!

Meu aniversario foi dia 29 de novembro. Quem quiser me presentear eu nao me incomodo.
Ganhei um lap top de presente da minha host family.
Voce nao tem nada com isso, mas eu precisava contar pra todo mundo.
Fim
me sigam no twitter @babufs

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Comentarios e Fotos

Querido(a) leitor(a), vamos parar de entubar meu email perguntando a razao da titia nao liberar comentarios nem postar fotos? Obrigada.
Vou explicar as razoes: Eu sei que esse blog eh uma grande merda. Tudo bem. Mas faco de coracao e com a intencao de ajudar as meninas. Porem tenho um problema serio: detesto criticas em publico. Sou timida. Tah, mentira. Na verdade nao tenho humildade e sou curiosa.
Veja bem: Ja tive 02 blogs anteriores a este. Administrava os dois simultaneamente - um deles foi devidamente divulgado por email, msn, etc. Nele eu oferecia a minha face pra espancamento com fotinhas, comentarios e tudo mais. O outro era 100% anonimo e sem divulgacao nenhuma mas bombou muito mais que o que foi divulgado. Deletei ambos por motivos pessoais, mas de qualquer forma me aborrecia com os comentarios em proporcao maior do que alcancava alegrias. Analise comigo: Alem dos meus maravilhosos amigos e leitores que escreviam comentarios lindos, varios babacas liam com frequencia, faziam comentarios escrotos e iam embora como anonimos. E se tem uma coisa que detesto eh gente covarde. Quer falar mal de mim? Beleza, mas bota a cara ou pelo menos se ferra ai tendo trabalho em criar um perfil fake. Meu email, orkut (local onde inclusive voce pode ver as minhas fotos), twitter e facebook estao devidamente linkados no blog (da uma olhada na barra lateral) entao eh soh voce virar meu amiguinho(a) virtual que podera ter livre acesso para ver minhas fotos e falar comigo sobre qualquer assunto, inclusive o blog. Eu estou aqui expondo minha vida, minha experiencia, minhas ideias pra voce. Ja que voce quer se comunicar, por favor, faca o mesmo em relacao a mim. Mostre a carinha. Voce sabe...sou carente...
Chove lah fora e aqui faz tanto frio...
Aonde esta voce? Me telefona! Me chama, me chama, me chama.
O Lobao manda aquele abraco.
twitter @babufs

Au Pair comprometida no Brasil - Terminar o relacionamento ou encarar o pavoroso namoro a distancia?

A Carol, autora de um dos poucos blogs inteligentes de au pair, fez um post excelente abordando tal questao. Vale a pena ser lido.
Segue abaixo minha humilde opiniao combinada com a minha presente experiencia:
Eu saia com meu atual namorado desde janeiro deste ano, mas soh assumimos o titulo (alias coisa que eu detesto eh denominacao...) em maio, isto eh, 01 mes antes do meu embarque para Saint Louis.
Infelizmente eu nao tenho mais 18 anos. A vida com meus 03 excelentes ex-namorados e com os sei lah quantos cafajestes e caras-legais-que-apareceram-em-hora-errada me ensinou muita coisa - inclusive a pensar.
Eu realmente nao ligo para denominacoes e titulos, sou muito mais fiel aos sentimentos em si e acho que estes sim ditam as regras. Por isso deixei em total liberdade a decisao do meu namorado. Falei: Filho, eh contigo mesmo. Faca o que quiser. Quer sair? Saia. Quer ficar em casa? Fique. Quer pegar mulher? Pegue. Quer ser fiel? Que bom! Vou apreciar.
A resposta "Eu te amo e vou esperar voce voltar para nos casarmos" eu ja imaginava, porque conheco meu namorado desde que eramos criancas e sei que ele morre atropelado por mim. Sei tambem que ele nunca foi fanfarrao de noitada, que a maioria dos amigos dele sao comprometidos em relacionamentos serios e que eu nao ficaria aqui como muitas meninas ficam, gritando coisas como "Eu acho que o fulano foi pra night com os amigos", "Uma vaca ruiva escreveu um scrap suspeito no orkut do ciclano..." etc. Mas independente do que o meu namorado respondesse, eu iria aceitar de coracao aberto porque creio nas palavras do profundo conhecedor da natureza humana, Raul Seixas: "o amor soh dura em liberdade, o ciume eh soh vaidade". Antes que voces comecem de mimimi, explico: A fidelidade eh resultado do amor no coracao das pessoas e nao do titulo "namorado", "noivo", "casado", "peguete", etc. Conheco pessoas que nao ficam com ninguem porque sao apaixonadas pelo ex de sei lah quantos anos atras e sentem estarem traindo seus proprios sentimentos caso se envolvam com outro alguem... Eu sou extremamente assim. Se gostar do cara nunca vou ter coragem de ficar com outro, mas se nao gostar...
O que me faz confiar no meu namorado ate hoje (apos 05 meses de intercambio e namoro a distancia) eh a postura que ele apresenta. Vou citar apenas um entre os zilhoes de exemplos: A diferenca de horario do Missouri para o Rio de Janeiro eh de 04 horas. Sente o drama: quando aqui sao 20h, horario em que volto da academia e entro no msn, no RJ sao meia-noite. Esse contra-tempo nunca impediu meu namorado de estar online firme e forte me esperando, mesmo precisando acordar antes das 08 todos os dias.
Apesar de tudo estar caminhando bem sinceramente nao sei como vai acabar, em ano-de-au- pair tudo pode acontecer mas o que almejo eh ser feliz e nao magoar ninguem.
Entao acho que a melhor coisa a fazer depois que o aviao decolar eh colocar sua vida afetiva nas maos de Deus e curtir seu ano de au pair na paz do Senhor.
Pelo amor de Jesus Cristo, nao seja infantil. Saiba analisar a situacao e seja sensata. Faca sempre o que nao va agredir os seus sentimentos/conceitos, aproveite seu ano de intercambio e lembre-se que tudo que eu quero eh que voce seja muito, mas muito feliz.
meu twitter @babufs - segue la

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Ruim de roda

Jah comentei aqui o quanto sou uma motorista de pouca credibilidade. O problema disso eh que onde vivo ou voce dirige e vive ou voce fica trancado em casa e morre de tedio. Odeio dirigir, o maior sonho da minha vida eh ganhar um vale-taxi eterno. Mas como Papai Noel nao existe e vale-taxi eterno tambem nao, estou tendo que colocar a mao no volante.
Para evitar acidentes como bater nos outros carros eu sempre estaciono longe do local onde estou indo. Sabe aquela vaga do estacionamento que ninguem quer porque eh muito longe? Entao, eh nessa que eu paro. Estou quase doente por isso, tendo em vista que esta um frio bizarro e uma chuva louca nessa cidade.
Enfim, isso foi soh um desabafo. Se eu morrer de gripe e nao postar mais voces jah sabem que eh culpa do meu pe de chumbo.
Aquele abraco, comportem-se direitinho e sigam-me no twitter @babufs.

domingo, 15 de novembro de 2009

Republica Dominicana: Viajando com a Host Family - impressoes gerais

Ficamos em Punta Cana.
Assim que voce desce do aviao ja toma aquele susto com a temperatura. Muito calor.
Antes mesmo de passar pela imigracao voce ja bate foto com gente vestida de roupas tipicas. Assim que voce passa pela imigracao (que eh a mais tranquila do mundo) da de cara com pessoas tocando instrumentos, cantando e se oferecendo para carregar suas malas.
Entao voce entra num onibus que te leva para os resorts. Na estrada ate o resort verifiquei que o local eh bem pobre e que a economia dali eh basicamente o turismo, inclusive sexual. Alguns prostibulos ao longo do caminho com mocas gordinhas sensuais na porta.
Quando voce entra no resort tudo se tranforma. A pobreza fica do lado de fora e o luxo eh predominante. Ficamos em uma praia onde eh um resort ao lado do outro. Nas caminhadas que fiz pela areia entrei em varios resorts para ver como eram. Vale a pena.
Ficamos no Iberostar, mas na praia e nos outros resorts observei que a maioria dos hospedes era formada por casais (de diversas idades e generos) e familias. Pegacao? No way. O servico eh tao excelente que nunca vi nada igual. Os garcons e todos os empregados sao absurdamente gentis, simpaticos, educados, alegres, empolgados e sorridentes. A maioria com um ingles bem razoavel, mas meus hosts pediam para eu falar com eles em espanhol (ha. ate parece que eu falo espanhol...) e minha comunicacao era bem bacana.
Compras: Os artesanatos sao carissimos e bem parecidos com o estilo do que temos no Brasil. Os vendedores tem uma abordagem agressiva que aborrece. Nao comprei nada alem de CDs com musicas locais, revistas e chocolates - nas lojas de souvenir do resort mesmo. Conversei com um senhor brasileiro que foi aos shoppings e disse que dentro do resort as coisas eram mais baratas que fora. Os precos nao sao marcados - os comerciantes quando veem nossas pulseiras de resort jogam os precos lah em cima...
A grande diversao era passar o dia na praia relaxando nas espreguicadeiras e bebendo drinks coloridos. Piscina eu nao ligo muito mas amo jacuzzi. A do resort era sensacional. Fui a sauna poucas vezes.
Enfim, por que viajar com a host family?
1-Logico, conhecer um novo lugar.
2-Estreitar os lacos de amizade entre voces.
3-Fazer uma economia se divertindo, ja que eles bancam tudo.
4-Have fun! Have fun! Have fun!

Duvidas, reclamacoes, perguntas, criticas, elogios, escrevam para o cantinho do leitor: brunnahf@gmail.com
Aquele cheiro no pescoco para quem fica e me segue no twitter @babufs

Republica Dominicana: Viajando com a Host Family

Local da cena: onibus que leva os hospedes dos resorts ate o aeroporto de Punta Cana.

Pessoa diz: Vamos tornar esse voo mais emocionante?
Bruna diz: Vamos. Voce tem alguma ideia?
Pessoa diz: Tenho.
Bruna diz: E qual eh?
Pessoa diz: Ta vendo ali o piloto e o co-piloto?
Bruna diz: Uhum.
Pessoa diz: Entao, Vamos sequestra-los rapidamente, trocar nossas roupas com as deles e tranca-los no banheiro.
Bruna diz: Ah, mas aquele moco ali eh muito grande, a roupa dele vai ficar meia estranha em mim.
Pessoa diz: Nao, eh soh cortarmos a bainha da calca com uma tesoura.
Bruna diz: Ta. Mas e quem vai pilotar nosso aviao de volta pra Saint Louis?
Pessoa diz: A gente, neh!
Bruna diz: Mas eu nao sei nem se aviao pra decolar liga na chave ou aperta botao. Voce sabe pilotar?
Pessoa diz: Meu pai tinha helicoptero quando eu era pequeno. Deve ser parecido, voce nao acha?
Bruna diz: Talvez. Mas e eu faco o que? Voce sabe o que um co-piloto faz?
Pessoa diz: Nada. Fica lah sentada do meu lado conversando comigo e batendo fotografias.
Bruna diz: Ah tah.

Enfim, deve ser por essas e outras que ate hoje minha mae pede pra eu NAO ficar de papo furado com estranhos.
Sigam-me no twitter @babufs

Republica Dominicana: Viajando com a Host Family

Estou euzinha sentada em um dos bares do resort. Pes descalcos em cima de outra cadeira, Kir Royal na mesa, revista espanhola na mao. No auge do meu momento-de-princesa avisto caminhando em minha direcao uma daquelas criaturas que mais causam panico no meu fragil coracao: um semi-conhecido.
-Oi, Bruna! Tudo bem? (sorrisao no rosto)
-Ooooi! Tudo bem! E voce? (pensamento: Deus, nao sei quem eh essa pessoa.)
-Tudo otimo! Conhece minha noiva Fulana?
-Oi, Fulana! Muito prazer!
-Passeando, Bruna? Ta de ferias?
P#%a que pariiiu! Ja vi que essa conversa vai ser mais chata do que almoco de familia aos domingos na casa da familia de namorado novo. Tenho que improvisar uma saida rapida.
-Nao, estou trabalhando. (voz de naturalidade)
-TRABALHANDO???? (nunca vi cara de espanto maior)
-Pois eh. O resort eh meu. Vim soh ver como estao as coisas e volto pra casa na semana que vem.
-EH SEU???? Que interessante. (olho arregalado)
-Pois eh. Tao gostando do servico? Querem beber alguma coisa?
-Poxa, parabens! O servico eh muito bom! Estamos indo na sauna... Podemos beber lah?
-Claro!
Chamo a garconete que estava me servindo.
-Carmen, traga mais duas tacas de Kir Royal para meus amigos aqui!
-Poxa, Bruna! Obrigada!
-De nada! Divirtam-se! Ate mais.

Gracas a Deus eles nao me pediram nenhum desconto pela estadia e foram embora rapido antes de me verem caindo na gargalhada.
Sigam eu no twitter @babufs

Republica Dominicana: Viajando com a Host Family

Voce se da conta de que a sua vida esta um mar de rosas quando fica com preguica de largar seu drink na mesa e caminhar 15 passos com o objetivo de marcar horario para uma massagem.
Sei que nao eram nem o2 da tarde e as duvidas que envolviam meu coracao eram se eu continuava no Kir Royal ou pedia um licor de avela.
Acabou que no final da tarde eu decidi beber um licor de avela, levantar a bundinha da mesa do bar do lobby e ir ate o spa fazer a bendita massagem.
Vida de au pair realmente eh muito dura.
Sigam esse twitter lindo que me pertence @babufs

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Republica Dominicana - Viajando com a host family

Prezados leitores,
Hoje fomos eu e host parents fazer compras. Horrivel. Minha host pagou 100 dolares em 18 colares de pedrinhas coloridas pros coleguinhas de escola nossa princess e isso foi tudo o que compramos. Os vendedores atacam os gringos e nao tem preco marcado, isso eh, o comerciante da o preco conforme a sua cara... Os artesanatos seguem a mesma linha de artesanatos no Brasil entao eh claro que eu nao gastei meus miseros dolares de au poor a toa.
Radio nao pega e a internet eh mto cara - 10 dolares por 1 hora e voce eh obrigado a gastar essa hora em no maximo 03 dias.
Aquele abraco para quem fica.

domingo, 8 de novembro de 2009

Republica Dominicana - Viajando com a Host Family

Seus hosts te convidaram pra viajar com eles e voce ta em duvida? Deita no colo de Deus e vai.
Estamos em Punta Cana, na Republica Dominicana, e isso aqui eh uma uva.
Converse com os hosts previamente e pergunte sobre todos os detalhes como por exemplo se voce vai precisar trabalhar, se vai receber por isso, se vai precisar arcar com alguma despesa... Analise se eh vantagem pra voce (acho que na maioria das vezes eh) e have fun.
Ate agora o que mais me chamou atencao nesse local, alem da paisagem, foi a facilidade de entrada. A policia pergunta se voce tem alguma...FRUTA na sua bagagem. Se tiver drogas e armas pode entrar na paz, mas se tiver frutas a sua situacao complica. Enfim, ser au pair eh de fato ver de tudo nesse mundo.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ligacao internacional para o Brasil

Amados(as) intercambistas de coracao cortado por saudades de casa:
Para quem esta pagando caro nos telefonemas ao Brasil, no site CallingCards conseguimos encontrar cartoes telefonicos por 10 dolares/8 horas de conversa para telefones convencionais.
O endereco eh esse:
http://www.callingcards.com/

Muita gente tem me perguntado como eu faco para falar com meus parentes no Brasil de forma mais economica, entao fica ai a dica. Qualquer duvida eh soh me escreverem: brunnahf@gmail.com
Aquele abraco

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 9 - final

Comentarios gerais - ainda SEXTA-FEIRA - NOITE

No Hostelling International Chicago - HI Chicago rolam uns voluntarios de coracao nobre que fazem excursao gratuita pela noitada local com os hospedes. Vaaarias pessoas sozinhas. Galera culta, inteligente, simpatica, cabeca aberta.
Depois de jantarmos num lugar simpatico fomos ao inenarravel Kingston Mines. O povo assiste ao show sentada, luxo total. Geral se empolgando quando eles cantaram "I feel good".
Em breve regressarei a Chicago.

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 8

Comentarios gerais - SEXTA-FEIRA
Resolvi umas burocracias chatas de manha, mas as 10:00h ja estava livre, leve e solta na nas ruas de Chicago.
Perdi o cafe da manha do Albergue mas valeu a pena ir ao Starbucks da North Mishigan Avenue. Gente bonita e interessante senta pra beber um cafe (na verdade algo que eles pensam que eh cafe, mas depois falo sobre isso), ouvir boa musica, responder emails e bater papo...
Fiz um passeio de barco no Wendella Boats logo depois - ocasiao em que me acabei nas fotos da arquitetura da cidade. Frio tornando minhas maos rosadas.
Depois desse passeio sai numa caminhada insana catando o Sears Tower, que agora mudou de nome para Willis Tower mas ta beleza. Nisso dei de cara com o inesquecivel Millenium Park e mais outra batecao de fotos. Encontrei um irmao em Cristo muito simpatico distribuindo camisetas e Biblias em frente ao Bean, que eh a escultura de um feijao gigante em um metal.
Quando a bateria da minha camera acabou fui recarregar num restaurante - The Gage. Excelente sopa de batatas e pra acompanhar cerveja imported from Mexico: Negra Modelo - Dark Beer.
A essa altura do campeonato eu ja estava impressionada demais com a quantidade de gente bonita em Chicago.
Depois de lah realizei meu sonho de conhecer o Sears Tower e a noite mais show de blues...

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 7

Comentarios gerais sobre o Dia 1 - QUINTA-FEIRA:
ART INSTITVTE CHICAGO
Apesar de nao entender nada sobre arte, lah fui eu tentar burlar os vigilantes patrimoniais para conseguir umas fotinhas perto de quadrinhos bonitinhos.
Um bonde gigante pagando pau de intelectual nas galerias dos pintores mais conhecidos - Renoir, Edouard Manet, Claude Monet, Camille Pissarro e Cia. Minha trilha sonora no mp3: Gaiola das Popozudas. Vontade de socar a cara do horroroso de oculos cafona que deu pulinhos em frente ao Madame Leon Clapisson, do Renoir. Na minha opiniao essa pintura nao passa da foto de uma pessoa com cara de cafetina e quem quiser pagar uma de defensor da arte e me esculhambar podem lotar minha caixa de emails que eu ai que eu vou me emplogar e avacalhar todos os quadros de pintores famosos.
Como eu acho o ser humano algo patetico, mas tudo bem.

SHOW DE BLUES - Buddy Guy's Legends
Chicago eh O lugar do blues.
Na primeira noite fui ao famoso Buddy Guy's Legends. O gerente do bar me contou que os caras estarao no RJ em novembro...Super indico aos meus amigos cariocas...
Enfim, os bares de blues em Chicago sao tipo os bares de pagode no RJ....A banda toca a noite inteira freneticamente sem parar.
Entao estava eu de patroa numa mesa. Daih que chega uma americana simpatica com dois amigos que pedem pra dividir a mesa comigo. Oquei. Segunda caridade do dia - Let's share the table. Sou legal.
Tarde da madrugada eu ja estava contente demais devido a boa qualidade da musica e da cerveja e regressei caminhando e saltitando ate o albergue.
Ninguem nesse planeta tem o direito de morrer sem assistir um show de blues em Chicago. Ninguem.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 6

RESUMAO DO ROTEIRO

De tao cansada que fiquei uma amiga comentou que me achou triste em algumas fotos. Ra.
Eu tinha menos de 04 dias para passear e Chicago eh uma cidade muuuito grande, entao precisei correr feito uma louca para conseguir fazer o maximo de coisas em um minimo de tempo.
Dia 01
Cheguei de tarde. Consegui almocar, ir ao museu de artes e a noite a um show de blues....
Dia 02
Acordei bem cedo e corri ao consulado brasileiro para conseguir um documento, o que nao tomou nem uma hora do meu dia e depois fui fazer um passeio de barco... Depois do passeio de barco fui no famoso Millenium Park, que eh um parque liiindo no meio da cidade e bati fotos sensacionais lah toda molhada de chuva. Nisso a bateria da minha camera acabou e eu falei "AAAAAi Senhor! O que eu faco?????". Entao olhei para o outro lado da calcada e tinha um restaurante (Gage) lindo onde almocei e pedi pra moca da recepcao carregar minha camera. De la corri para o Sears Tower, que era o sonho da minha vida conhecer. Pra quem nao sabe eh um predio de 103 andares onde no topo tem uns mirantes como se fossem uns boxes de vidro, o chao eh de vidro, as paredes, tudo. Eh a coisa mais linda do mundo. Nesse mesmo dia voltei ao hotel e ao passar pela recepcao vi que um morador de Chicago que trabalha no albergue como guia voluntario estava levando um monte de gente para jantar fora e depois assistir um show de blues no famoso Kingston. Fui com eles e votei pro quarto antes das 02 da manha... Ufa!
Dia 03
Acordei cedo novamente e fui ao aquario, planetario, field museum, e corri ate o navy pier que eh relativamente perto mas precisa dar uma caminhada.
Corri de volta ao albergue, peguei minha mala e um taxi para me levar ao outro hotel em que eu iria passar a noite (precisei mudar de hotel porque fiz a reserva muito em cima da hora e o albergue em que eu estava antes nao tinha vaga na noite de sabado para domingo). Passei essa ultima noite em um hotel perto do aeroporto, onde nao tem muita coisa ao redor entao pensei: Deus! Eh minha ultima noite em Chicago entao pelo menos ao Bar do hotel eu tenho que ir para comer alguma coisa. Desci ate o bar do hotel e passei o final da tarde conversando com os outros hospedes, no dia seguinte logo cedo peguei o aviao e voltei para O'Fallon, mas cheguei mais cedo do que a minha "familia" que estava vindo de Vegas e iria me dar carona ate em casa. Entao sentei num restaurante dentro do aeroporto para almocar ate que eles chegaram. Entrei em casa por volta de 03 da tarde sem me aguentar em pe, deitei para dormir e soh acordei as 6:50 da manha do dia seguinte. Fim.
P.S.: prometo que depois dou uma melhorada nesse texto, hoje to sem tempo meeesmo.

Serie: Viajando sozinha pra CHICAGO - parte 5

Dica da titia: Eh logico que voces ja sabem disso mas soh pra relembrar - sempre que forem viajar comprem suas passagens com um milenio de antecedencia.
Como eu sou a mais desligada de todas as pessoas desligadas de todos os planetas comprei minhas passagens faltando 15 dias para embarcar e paguei quase o preco da minha vida para sentar no pior lugar do aviao. Para a alegria do meu coracao tava cheio de lugar vazio na hora do voo e consegui trocar de lugar pra ficar na janela - o que nao adiantou de p/n porque soh vi nuvens.
Beijo, aquele abraco e nao se esquecam de me ligar.

Serie: Viajando sozinha pra CHICAGO - parte 4

No aeroporto - II
Gente os policiais do Aeroporto de Saint Louis sao tao simpaticos que eu tava quase chamando a galera pra ir comer uma pizza depois do expediente. Pena que tive que ir viajar. Fim.

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 3

No aeroporto - I
Na fila do check-in fiz a primeira caridade do dia permitindo que uma chinesa fedidinha e sua familia estranha passassem minha frente.
Na verdade eu estava doida para que eles fossem embora logo porque eu nao suporto ficar perto de gente que nao aprecia um banhinho. Alem do mais o nenem deles estava mexendo no ziper da mala de uma senhorinha chiquerrima que estava conversando comigo e eu estava de olho nele pra ver se a avo sujona nao estava usando a inocencia de um pobre bebe imundinho para se apoderar dos pertences da minha simpatica nova amiga. Fim.

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 2

O legal de viajar sozinho(a) eh que voce fica mais dependente de DEUS e de quebra mais espertinho(a).
Quando voce tem a companhia de um amigo(a) ou parente, acaba nao se ligando a importantes detalhes porque afinal de contas seu companheiro(a) de viagem eh super antenado(a) e ja montou todo o roteiro dos lugares mais badalados pra voces conhecerem... Porem quando nao ha uma pessoa materializada ao seu lado voce precisa
1-Orar para: nao errar os caminhos/nao se perder; nao ser abusado(a) pelos taxistas; nao ser assaltado(a); conseguir chegar naquele ponto turistico que voce quer muito conhecer antes do horario de fechar; nao se sentir sozinho(a)...
2-quebrar limitacoes da sua personalidade que a companhia de alguem acaba mascarando. Por exemplo: Eu tenho vergonha/medo de falar ingles quando alguem que domina o idioma esta ao meu lado. Entao sempre alguem acaba roubando a minha voz ao falar as coisas por mim. Porem, sozinha, MILAGROSAMENTE super compreendi e super fui compreendida por tudo e por todos.
Viaje sozinho(a) uma vez na vida. Fica ai a dica.

Serie: Viajando sozinha para CHICAGO - parte 1

Na semana em que viajei sozinha para Chicago descobri que posso mandar todas as minhas amigas tomarem nos seus devidos...coracoes (com todo o respeito, menininhas! voces sabem o quanto amo cada uma) porque viajar sozinha eh sensacional. Nunca mais precisarei de seres humanos ao meu redor. Meus melhores amigos agora sao minha carteira de habilitacao americana e o Google. Lindos.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Teste de Direcao

Gente, soh Jesus mesmo pra me fazer passar num teste de direcao sem saber dirigir e sem saber falar o idioma em que o teste eh aplicado.
Primeira parte:
Fiz a prova escrita num computador. Poderia ter escolhido fazer tal prova em espanhol, mas estudei pelo livro em ingles, estou nos Estados Unidos para aprender ingles, as policiais patriotas nao conseguiram conter seus sorrisos felizes porque eu pedi pra fazer em ingles e eu fiz em ingles. Eram 25 questoes de multipla escolha, com audio (a voz le as perguntas e todas as opcoes para voce) e fotinhas ao lado das questoes para que voce possa visualizar melhor a situacao proposta. Se o seu ingles eh fluente voce soh nao passa se for um imbecil ao cubo, mas nao eh... Estude o livrinho que voce passa.
Acertei 20 das 25 questoes. Voce pode pular as que nao sabe (aconselho isso para que nao se sinta nervoso(a) ao errar logo de cara) e fazer novamente no final do teste. Comecei acertando tudo mas no final errei 05 - a ultima questao era vida ou morte: ou eu acertava e passava ou eu errava e rodava... Acertei!
Segunda parte:
Teste de visao e dos sinais de transito: Ridiculo. A policial manda voce ler 01 linha e descrever as letras e depois te pergunta os sinais de transito - que eu descrevi com todo esse ingles tosco e ela falou: You're done, man!
Terceira parte:
Prova pratica. Ui. Prezados leitores, eu sou pezinho de chumbo. Os meus amigos mais proximos sabem que eu tenho PANICO de comandar um carro e que os meus melhores amigos no RJ sao os taxistas do Largo do Machado. Eu tenho medos bizzarros tipo ser atacada por animais silvestres, por caminhoes insanos que entram na minha frente do nada e que tem como missao na Terra destruir o carro, tenho medo de atropelar criancas que aparecem na estrada brotando do chao e tenho medo que o asfalto se transforme num monstro que solta fogo pela boca e engole o carro. Esses pensamentos sordidos habitam minha mente enquanto estou dirigindo, de verdade. Mas voltando ao meu teste. As meninas geralmente dizem que os policiais sao uns grossos ignorantes. Pois a policial que me testou teve o corpo tomado pelo Espirito Santo naquele momento. Serio. Ela foi nao soh gentil e simpatica como carinhosa com a minha humilde e amedrontada pessoa. Gente, eu errei MUITA coisa. MUITA. Pra voces terem uma ideia, no final eu estacionei o carro ERRADO, todo torto. Sabem o que ela falou? "Voce precisa estacionar o carro certo, entao tira o carro dessa vaga e vamos procurar outra!". Parei o carro em outra vaga jah pensando que ela diria algo como "Treina mais um pouco e volta ai na semana que vem, ta?". Mas nao. Milagrosamente ela apontou uns tres erros cometidos e falou que oi? EU PASSEI!!!!
Voltei pra casa dando gritinhos de alegria no carro junto com a minha host.

Regresso

Galera bonita do meu universo,
O blog tava de ferias desde que fui a Chicago, mas regressou na forca.
Aquele abraco

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Familia convencional ou mae/pai single?

A principio sou contra hosts solteiros(as).

Nao pretendo generalizar - obvio que voce pode pegar um casal em vias de divorcio que desconta todas as frustracoes do casamento avacalhado em cima da au pair, como tambem pode pegar host solteiro(a) que eh São João da Cruz outra vez.

Mas veja bem: pessoas solteiras com criancas pequenas sao recem divorciadas ou viuvas. Hosts sao humanos, independente da cultura. Uma perda recente de companheiro(a), seja por separacao ou falecimento, tende a resultar um abalo emocional absurdo na vida de alguem. Por mais que a pessoa seja educada e nao demonstre de maneira tao explicita o quanto esta transtornada, seus habitos estao - digamos - modernosos em excesso. Pra ser mais clara: Novos solteiros, por mais pudicos que tenham sido durante toda a vida, passam a adotar SACANAGEM como sobrenome.

Voce pergunta: E por que isso pode causar problemas a au pair?

Eu respondo: Pessoas solteiras querem piranhar. Isso nao alteraria em nada a sua vida desde que voce nao tivesse que ficar com as criancas enquanto o(a) host vai fazer suas farras na noitada.

Reflita sobre isso na hora do seu match. Nao estou levantando bandeira pra ninguem evitar ir pra casa de solteiros (as) nao, adoro todos (conforme afirmei no inicio do texto). Tenho certeza que existem single hosts maravilhosos(as) por ai. Falo apenas para que seja um ponto a mais para voce analisar no momento de escolha da familia.

Casais (em geral) tem rotina feliz, querem dar atencao as criancas, nao precisam copular na rua porque em casa jah tem um feijao com arroz garantido, ou melhor, hamburger com queijo (ai pessima essa).
Enfim galera, um grande abraco e nao esquecam de me ligar.
Fico por aqui e nao posso deixar de mencionar que tudo que escrevo, errando ou acertando, eh pra te ver feliz.
Perguntas, esculhambacoes, elogios, criticas, convites pra sair ou pra perguntar o numero da minha conta pra depositar um galo, escrevam para brunnahf@gmail.com

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A Cinderela nao eh minha amiga?

Cinco coisas que finalmente descobri depois que sai da casa dos meus pais:
1- Nao existe mundo magico onde tudo funciona automaticamente.
2-Nao existem duendes do papel higienico que trocam os rolos enquanto eu durmo.
3-As empresas que fabricam sabonetes nao tem fadas contratadas como entregadoras. Jamais realizarei o sonho encantado de entrar no banho e ver criaturinhas voadoras vestindo camisetinhas estampando o simbolo Dove. Ou seja, ou eu mesma reponho o sabonete no box ou lavo o corpo somente com agua.
4-O arroz nao surge na mesa.
5-Roupas nao sao colocadas limpas e passadas no meu armario pela Deusa Fashion.

sábado, 12 de setembro de 2009

A Host Family Eh Legal?

Na maioria das vezes, se voce tiver fechado um match direitinho, eh.
Sugestao de reflexao: E voce? Voce eh legal?

Amor, veja bem, a casa nao eh sua. Os hosts nao sao seus pais.
A au pair faz parte da familia assim como qualquer empregado domestico no Brasil que trabalhe para pessoas de HONRA fazem parte da familia.
Voce nao esta vindo para os Estados Unidos porque a Host Family sonha em ter um(a)intercambista brasileiro(a) em casa, mas porque eh muito mais em conta do que manter uma nanny (baba local).
LOGICO que se eles forem pessoas NORMAIS, equilibradas e inteligentes, que amam seus filhos, vao fazer de tudo para que a figura que tome conta das criancas (no caso, voce) sinta-se bem, alegre e contente para que possa desempenhar um trabalho bacana.
Existem familias malucas? Logico. Mas analise bem ate que ponto ELES sao malucos ou VOCE que eh maluco(a).
Outro dia li num blog que uma au pair encheu o bumbum de vinho junto com outra au pair. Sabe aonde? Em casa. Sabe que horas? No horario de trabalho. Advinha o que aconteceu? Advinha! Advinha! Host mom chegou em casa. Deu de cara com a au pair enrolando a lingua e caindo pela casa. As criancas apavoradas. A Host Mom deveria fazer o que na sua opiniao? Beber junto com a au pair ou jogar a mala dela na rua? EU chamaria a policia.
Novamente ressalto que ninguem aqui esta afirmando que nao existe Host Family insana.
Ja li sobre caso de Host Family traficante de drogas. Infortunio da au pair. Falha da agencia? Talvez, mas se o cara nao esta preso significa que nao eh imbecil, pode ter apresentado na agencia uma das 90 mil identidades falsas que possui. Malandro eh malandro e mane eh mane. O fato eh que a candidata nao tem como saber ateh chegar na casa dos caras, ate porque nenhum bandido vai escrever na carta de apresentacao da familia nas agencias algo como:
"Querida candidata a au pair,
Ola! Meu nome eh John, minha esposa eh Mary. Moramos na Florida. Temos 3 criancas maravilhosas e precisamos de uma au pair porque realmente temos muito trabalho. Somos comerciantes, nosso ramo eh entorpecentes. Fabricamos em casa a melhor cocaina de toda a regiao e somos conhecidos pelo bom gosto de nossos comprimidos de ecstasy. Nossa maconha tambem eh de alta qualidade, plantamos em um jardim especial que a levaremos para conhecer. Voce vai adorar!
Devido a nossa intensa rotina de trabalho, precisaremos que a au pair trabalhe a noite alguns dias, pois nosso mercado eh muito amplo em bares e festas e nessas ocasioes precisamos de uma pessoa carinhosa que passe as noites com nossas criancas para que possamos trabalhar em paz.
Esperamos que voce faca parte da nossa familia!
Com carinho,
Mr and Mrs Marihuana"

Pois eh, voce jah viu carta assim? Eu tambem nao.
Enfim pessoal, analisem direitinho as informacoes da carta da host family e nas horas de entrevista tente sempre manter por perto alguem que fale um ingles melhor que seu para te ajudar. Assim voce tem mais chances de fechar um match com uma host family que realmente combine com voce.
Tenha em mente que pequenos habitos na sua casa podem ser considerados desagradaveis na casa alheia. Por exemplo: Uma cerveja depois do jantar pode ser um habito saudavel na casa dos seus pais, mas nao em casa de host family que segue religiao que restringe bebida alcoolica;
Se voce toma banho sempre depois das 21h e usa secador de cabelo, certifique-se de que o barulho nao ira atrapalhar o sono dos outros moradores da casa;
Se voce fuma, analise se vale a pena mentir que nao fuma para uma familia de anti-tabagistas sabendo previamente que sera impossivel seguir tal restricao.
Pequenas coisas toleraveis no inicio tornam-se insuportaveis e causam rematch depois da fase "lua-de-mel".
Nao tenha vergonha de PERGUNTAR na entrevista. A maioria dos desentendimentos acontece pela ausencia de esclarecimentos no momento do MATCH. O significado de match eh COMBINACAO = Familia que combina com voce.
Tudo eh uma questao de analise, ponderacao, equilibrio, boa vontade e sabedoria.

Finalizo fazendo minhas as palavras do mestre Almir Guineto:

Au Pair Rica, Au Pair Pobre - Parte 2


Se um amigo enfermeiro, professor, dentista ou museologo te contar que recebe da empesa onde trabalha um carro com gasolina, celular, despesas com moradia e alimentacao quitadas e curso de idioma voce vai achar que ele esta num emprego maravilhoso, otimo, praticamente perfeito, mesmo que o salario liquido dele nao seja grande coisa.
Mas se um amigo fala que recebe isso tudo e que eh au pair voce olha com cara de bunda ou questiona se vale a pena, se esta legal, etc.
Por que?
Em primeiro lugar voce pode afirmar que nem toda au pair recebe os beneficios mencionados acima. Oquei. Nem todo emprego concede isso tambem. Mas PODE receber. Eh soh voce perguntar a familia (antes de vir) quais serao os beneficios (Farei um post sobre perguntas durante as entrevistas). Igualzinho nas vagas de emprego.
Lembrando que isso aqui eh um intercambio cultural onde trabalhamos e nao propriamente dito um emprego eterno, mas eu DETESTO gente que esta aqui como au pair e diz que nao eh o emprego dos sonhos de ninguem, mas que "tudo bem"....
Entao por que veio?
Ou faz as coisas de coracao, para que possam valer a pena, ou nao faz.
Fica ai a dica.

Au Pair Rica, Au Pair Pobre - Parte 1

Essa foi uma conversa de msn com um amigo, devidamente editada para melhor compreensao do querido leitor.

- Bruna, voce lembra da Fulana, aquela minha amiga da PUC?
-Aquela branquinha bonitona das mechas vermelhas que sabia tudo de Renoir?
-Essa. Entao. Ela eh au pair na California.
-Ah, que bom! Mais uma amiguinha! Me passa os contatos dela depois? Em que cidade ela esta?
-Po...nao lembro. Vou perguntar outra vez quando ela entrar no msn.
-Ta bom, esquece nao!
-Ok, mas o que eu ia te dizer eh que ela eh muito pobre.
-Ha?????
-Eh, ela me contou que o salario de au pair nao da pra nada. Que soh nao passa fome porque tem comida em casa mas que o salario vai embora em uma semana e passa o resto do mes com a ajuda da familia dela no Brasil.
-Serio?
-Eh, e voce tava me contando outro dia que consegue guardar dinheiro, porra. Nao entendi nada. Como assim?
-Como assim que amor, sua amiga esta na CALIFORNIA. E eh uma pessoa fanfarrona se nao me engana a recordacao que mantenho dela.
-hahahahahahhahaha. Eh sim.
-Pessoas fanfarronas que estao na California bebem e fazem compras. Experimenta beber em qualquer local do mundo e sair fazendo compras pra ver se rapidinho voce tambem nao fica pobre.
-Eh verdade...
-Em contrapartida...oi? Eu to no Missouri. Fazendas de milho ao meu redor. Recebo meu salario e na mesma mao em que o pego ja direciono pra dentro da gaveta e lah ele permanece. Logo, acumula-se. Desta forma, ele pode entao ser direcionado para viagens e afins, ao contrario de quem nao consegue parar de gasta-lo porque tem a night e as compras bombando ao seu redor.
-Ah, to ligado.

sábado, 29 de agosto de 2009

Como vai o seu ingles?

Se no Brasil voce eh professor de ingles ou bom aluno(a) no cursinho, se eh aquele cara babaca, digo, interessado, que renega sua nacionalidade verde e amarela e soh escuta musica em ingles, soh assiste filmes em ingles (e muitas vezes dispensa legenda), soh le revistas/livros em ingles, sonha em ingles, nao tem um CD de MPB e nem faz ideia do que canta Dona Ivone Lara...Otimo. Parabens. Voce eh um americano(a) e nem precisa fazer intercambio pra aprender outro idioma. Se mesmo assim quer vir pra respirar outros ares, saiba desde ja que nao tera grandes dificuldades quando pisar em solo americano.
Se voce faz tudo isso e nao fala ingles fluente/avancado significa que eh uma mula e deve contratar um veterinario.
Porem, se a sua vibe eh curtir um sambinha de raiz, se voce nao perde um lancamento dos filmes nacionais (e seu canal favorito eh o Canal Brasil) e ate estuda ingles de vez em quando, mas caga e anda; Se eh daqueles que consegue um 7,0 ou 7,5 no cursinho de ingles que comparece toda terca e quinta-feira religiosamente desde os tempos de primario...Ta ferrado.
Nao, meu querido. Sinto muito mas voce NAO fala ingles. Nao adianta achar que porque voce bateu um papo de DUAS HORAS num churrasco com aquele canadense amigo do seu primo voce domina o idioma. Sinto muito mas nao eh bem assim. Quando estrangeiros estao no Brasil eles se esforcam para compreenderem e serem compreendidos. Logo, dificilmente corrigem nossos erros em conversas informais acompanhadas de cerveja boa (mas isso eh tema para outro post).
Entao resumindo: nao rola galera. Definitivamente voce nao fala ingles. Vai ter dificuldade de comunicacao SIM.
Dica da titia: Estude antes de embarcar. Quanto tempo antes, melhor.
Faca o que os babacas, digo, brasileiros fanaticos pela cultura americana fazem: torne-se um americano que vive no Brasil. Assista filmes em ingles (o Telecine agora eh seu melhor amigo), ouca musicas em ingles (jogue no lixo ou empreste para alguem de confianca todos os CDs da Roberta Sa. Se suas musicas estiverem no computador passe as nacionais para um pen drive e entregue nas maos de alguem de confianca.) Esqueca que a Maria Rita eh a sua MUSA. Esqueca. Ate mesmo nos domingos de sol voce tera que escutar musicas em ingles. Sua nova musa agora eh a Amy Winehouse, a Macy Gray, a Beyonce, ou sei lah que outra cantora que tenha repertorio em INGLES voce vai eleger. Mas eleja uma. Decore verbos e vocabulario. Peca pro pessoal do escritorio te presentear com aqueles dicionarios ilustrados que sao engracados e nao retardados. Pense em ingles. Leia tudo em ingles. Tente traduzir o que acontece ao seu redor para o ingles. Ore. Peca a Deus para te conduzir e conceder sabedoria. Faca amigos americanos pela internet. Namore americanos pela internet. Faca qualquer coisa. Mas aprenda ingles.
Com grande conhecimento do idioma americano voce se sentira mais confortavel na hora de se comunicar (obvio), pois fazer sacrificio para falar e entender eh muito mais destrutivo para nosso lado emocional do que imaginamos. Isso atenuara sua homesick porque voce tera mais facilidade para fazer amigos, ira tornar mais interessante sua relacao com as pessoas que voce mora(porque quando elas verificam seu conhecimento do idioma delas consequentemente tem mais paciencia e interesse em conversarem com a sua pessoa) e logico...Evita que voce passe perrengues em momentos basicos como por exemplo pedir sua comida, atender um telefonema, etc.
Fica ai a dica.
Não estou dando, nem vendendo, como o ditado diz.
O meu conselho é pra te ver feliz.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Homesick

Estou com meu pequeno príncipe brincando no parquinho da área externa. Ele resolve ir em casa. Saio correndo atras. Subo as escadas do jardim. Caio de joelhos na quina do degrau de pedra são tome.


Foi o tempo de caminhar mais cinco passos ate a porta da casa e encher um saco de gelo, pra minha perna estar quase preta de tão roxa.

Meu menino requerendo brincadeiras e eu sentada no chão da sala, chorando. Muito. Choro de dor, de susto, de não ter minha mãe por perto. Choro de tombo. Choro de solidão.

Quer me consolar, desabafar, dizer oi, perguntar? Escreve pra brunnahf@gmail.com

Aproveita a amizade e me segue no twitter @babufrancinha

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Lucros insanos

Podem falar mal dos EUA, blablabla, mimimi. Em muita coisa ate concordo.


Mas olha... Aqui ,pelo menos, ninguém tenta tirar vantagem em preço de necessidades básicas do ser humano, tipo comida e material escolar.

Fica ai observação.

Quer me xingar, dizer que ama, que sou linda, que sou baranga, fazer perguntas ou qualquer coisa, escreva para brunnahf@gmail.com

Aproveita a amizade e me segue no twitter @babufrancinha

Beijos no bumbum.

domingo, 23 de agosto de 2009

Consulado brasileiro nos Estados Unidos

Deu mole e esqueceu de anotar o endereço e telefone do consulado brasileiro mais próximo de você?

Entre nesse site http://www.brasileirosnosestadosunidos.com/consulados/
Lá você vai encontrar os endereços, telefones, sites, emails e jurisdições dos consulados brasileiros nos Estados Unidos.

Eh interessante dar uma olhada no site do consulado que atende a sua área e verificar os serviços prestados, avisos, etc. E, logico, anotar o endereço/telefone na agenda, por favoooor.
Fica ai a dica.
Aquele abraço.
Querendo depositar um qualquer na minha conta, mandar um beijo, perguntar alguma coisa, me levar pra jantar, escreva para brunnahf@gmail.com
Twitter @babufrancinha Segue a titia.

Sabado de Sol

Sábado passado. Sol. Decidi passear com as únicas outras au pairs brasileiras da Au Pair Care aqui na área. Foi lindo.
Fomos ao Zoo e depois almoçamos no Applebee`s.
Quando se esta longe de casa a melhor maneira de não permitir que a solidão mate você é matando essa cobra primeiro.

Cafona, mas verdade.
Sigam-me no twitter e alegrem mais ainda meu dia @babufs

Smart Girls

Duas menininhas de quatro anos e um menininho de dois anos brincando no jardim.

As meninas olham o carrinho automático de brinquedo e resolvem pilota-lo. Sobem no pequeno Jeep branco da Barbie, que comporta somente dois passageiros. O menino sobra.

O garotinho observa a cena e exclama:
"Também quero ir!" Mas não. Ele não pode. Não há lugar.

As meninas o ignoram solenemente, ligam o automóvel infantil e saem dirigindo pelo gramado. Felizes.

O garoto ,então, decide:
"Vou empurrando!"
 E vai.

A inocência dele e a crueldade delas: cena que cortou meu imbecil coração por alguns instantes. Mas não sou tão idiota assim. Rapidamente raciocinei. Na minha cabeça brilhou o pensamento orgulhoso:
Bem feito! Isso mesmo, menininhas! Vocês são o orgulho da au pair.

As mulheres adultas costumam expulsar as amigas do carro por causa dos homens, já as pequenas são bem mais sabias.
Sigam-me no twitter @babufs

Filosofia de Bar

INTERCAMBIO é  tão eufemismo para VAGABUNDAGEM internacional ,quanto JEITINHO MOLECA é  eufemismo para PUTA.


Se você pretende passar uma temporada de pernas pro ar, fica ai a dica.

Querendo trocar uma ideia, estamos ae brunnahf@gmail.com
Se nem quiser ideia, dane-se, me acompanha no twitter de qualquer forma, só pra me fazer feliz @babufs

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Como mandar dinheiro dos Estados Unidos para o Brasil

 Tranquilo, meu povo...
Aqui nos EUA tem alguns bancos que também existem no Brasil (Banco do Brasil, CityBank, HSBC). Não sei se existem outros, mas esses tenho certeza, porque já vi. Andei pesquisando e ouvi dizerem (não tenho muita certeza, voce que corra atras pra verificar) que não basta apenas a pessoa que receberá  a quantia ter conta no banco, quem manda - no caso "eu" - também deve ter conta no mesmo banco, e para abrir a conta no tal banco aqui, precisamos de documentos com foto (passaporte e cartão de college) e um comprovante do endereço no nosso nome e mais sei lá o que. A taxa mensal fica por uma media de $5. Opção desagradável  para mim.

Outras formas de envio: Alguns bancos que fazem o serviço, cobram uma taxa de mais ou menos $50 para realizar a transação. Então, senhor banqueiro, com todo o respeito...vai assaltar a senhora sua mamãe.

Finalmente encontrei uma opção simpática tchutchuca total: Trata-se da rede de transações Western Union, que atua nos EUA em diversos lugares e no Brasil através das agências do Banco do Brasil. Se eu, que moro no bumbum dos EUA, encontro uma loja deles a cada esquina, imagina você, que vai morar em San Francisco. As operações são feitas através de um formulário que preenchemos direto no caixa da Western Union e para que o seu PARENTE retire o dinheiro no Brasil ,deverá apresentar um documento com foto no Banco do Brasil (RG, CNH). Mande a pessoa tirar copia do documento e de um comprovante de residencia. Os dados necessários no formulário são: Primeiro e último nome de quem receberá o dinheiro além de cidade e estado que a pessoa reside, primeiro nome e último nome de quem esta mandando o dinheiro, além de endereço completo, incluindo CEP, telefone e e-mail. Tente colocar o nome completo de ambos porque se seu tio/irmão/mãe/primo ou sei lá que parente seu vai receber esse $$$ tiver um homônimo o Banco do Brasil vai causar um verdadeiro xixi burocrático para a pessoa retirar o valor. Logo, para que seus parentes não precisem ficar se humilhando para os funcionários do Banco do Brasil, tente colocar os nomes completos. Depois disso esta pronto. Basta você informar o valor que deseja enviar e escolher se quer que o valor esteja disponível em minutos ou no próximo dia. Eu escolhi a opção em minutos e a taxa para o envio ficou por $20 independente do valor que pretendemos mandar. Achei essa forma de envio muito bonita. Quem desejar conferir onde há uma agencia dessas perto de onde voce mora ou onde há uma agencia no Brasil, pode acessar o site http://www.westernunion.com.br/ ou ligar para 0800-707-9330

Fica ai mais uma dica da tia Bruna.
Me segue no twitter ae @babufs

Aquele abraço.

Saindo um pouco do assunto au pair...

...E entrando em um assunto que todo mundo gosta: homem e mulher.


Oquei. Você pode ficar comigo na noitada e podemos dar uma bagunçada. Beleza. Se depois disso você me telefona no dia seguinte, eu vou concluir, NO MÁXIMO, que você é...sei lá...uma pessoa simpática. Jamais vou achar (por conta própria) que pretende ir lá em casa encarar o zeca-pagodinho-style do meu pai. Thank you.

Mas se você me conhece num local tipo aniversário de amigos, me leva pra jantar, me apresenta sua família, sua galera, seu cachorro, fala que me ama e blablablabla, por que, diabos, você resolve ir embora? Por que?

Se você é homem e mora no Rio de Janeiro, saiba que dizer que ama alguém só para conseguir um beijo na boca e/ou uma copula para inflar seu ego, saiu de moda desde 1970. Fica ai a dica.

Aproveita e me segue no twitter @babufs

Quem quiser me aborrecer a vida, escreve pra brunnahf@gmail.com

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Globo e canais brasileiros

Oquei. Você pode pagar uma de intelectual e dizer que não gosta de TV. Que jamais assistiu a Globo e que de vez em quando vê algum documentario no Discovery Channel, ou o noticiário.

Ou pode bancar o(a) descolado(a) e dizer que só assiste series americanas para estudar inglês.

Argumente o que argumentar, EU SEI que você assiste Caminho das Índias. Não tem essa. Todo mundo assiste. Você pode ser homem, idoso(a), cultzinho(a), empresário(a), o caramba a quatro, mas EU SEI que você assiste a novela das 21h. Se você for brasileiro você assiste. Não aceito argumentos.

Então se você pretende ser au pair e esta triste (esta sim que eu sei) porque não vai assistir os últimos capítulos de Caminho das índias, seus problemas acabaram: Acesse o site TamoLigado -
http://www.tamoligado.net/ - "a sua tv na internet" e seja feliz para sempre verificando o fim da Ivone, Maya, e cia.
Aquele abraço e me siga no twitter @babufs

Domingao sem Faustao

Gente, gente, gente,gente,gente,gente,gente,
Eu moro em O'Fallon do Missouri, passei o domingo com uma au pair que mora em O'Fallon de Illinois. A pessoa eh uma bencao sem narrativas, a coisa mais linda da America. No Brasil moramos na mesma cidade e nao nos conheciamos...
Passeamos pelo centro de Saint Louis, fomos no famoso Gateway Arch - também conhecido como Gate to the West (Portal para o Oeste) - projetado pelo arquiteto finlandês Eero Saarinen em 1947, é considerado o mais alto monumento dos Estados Unidos. A construção começou no dia 12 de fevereiro de 1963 foi concluída em Outubro de 1965 - segundo a Wikipedia informa (ou voces acharam que eu decorei isso?).
Andamos de metro (emocao total), um sujeito com cara de oi-sou-O-sinistrao-do-gueto me chamou do nada pedindo meu telefone. Fiquei com medinho.
Almocamos e batemos zilhoes de fotos no St. Louis Union Station. Depois ainda fomos a um shopping lindo e considerado o melhor de Saint Louis, o Galleria. O interessante eh que no RJ os Shoppings costumam fechar as 21h. Aqui fecham as 18h.
Passei um dos dias mais felizes da minha vida porque alem da Kath ser uma maravilhosa, eu estava insana pra trocar uma ideia no meu proprio idioma.
Leve homesick...
Aquele abraco
Segue a tia no twitter @babufs

Finanças

Galera, nos recebemos em dólar, certo? Certo.

Isso significa que se você ficar comparando o preço de tudo o que vê por aqui com o real, não vai querer pagar nem a entrada no cinema. Aqui ganhamos em outra moeda - a realidade é mais em cima... Devemos aproveitar nossos momentos livres para diversão mesmo, ou então morreremos de tedio só cuidando de crianças.

Quem chamou a atenção pra isso foi outra amiga au pair que leu o post sobre "o pior dia da minha vida", onde  reclamei que paguei caro por um sanduíche. Resolvi refletir sobre isso e agora to postando a dica prus amigu.

Ainda acho que vale a pena comparar o dólar com o real, quando você esta pretendendo guardar dinheiro para algo pequeno quando regressar ao Brasil. Exemplo: pagar um curso de fotografia, oferecer uma festa aos amigos, fazer aqueeeela lipo, viajar pro Nordeste, ou qualquer outra coisa que pretenda  e que o pagamento deva ser em reais). Assim,  pode ter noção do quanto deve gastar do seu salario e ao mesmo tempo poupar algo - sem então prejudicar seus planos ao voltar pra casa.

Criticas, sugestões, esculhambações, duvidas, troca de ideias, $$$ na minha conta, ou o que mais você quiser, escreva para

brunnahf@gmail.com

abracos e beijinhos e carinhos sem ter fim,
que eh pra acabar com esse negocio de voce viver sem mim.

me segue no twiter ae, pra garrarmos uma coleguice brother firmeza @babufs

sábado, 8 de agosto de 2009

Amizades

O que me irrita no ser humano é a opinião de que deve seguir certo padrão de comportamento para ser amigo.

Beleza,  claro que se você só frequenta locais onde o som eh rock, sera difícil virar amigo do cara que é O do raggae. Porem, essa limitação ocorre apenas se você considera seu amigo somente quem te acompanha na night.

Na verdade, você pode, sim, ser O roqueiro, conhecer alguma cópia do Bob Marley, sei lá, na livraria ou no mercado e vocês podem zoar o gosto musical um do outro e assistirem futebol juntos aos domingos. Basta que entre vocês exista empatia, algo muito maior do que estilo.

Quando você sai do Brasil é quando verifica quem era seu amigo de verdade ou quem somente andava com você. Quem só fazia contigo as coisas que gostava, ou quem estava com você porque te amava de verdade. Fica ai a dica.

Avisei que o texto tava ruim.
Mesmo assim, mostre que me ama de qualquer forma e me siga no twitter @babufs

Vinte (20) coisas que voce deve fazer para entrar em REMATCH logo no primeiro mes ou ainda ser preso(a) nos Estados Unidos

1- Já entre na casa criticando - comente que acha paredes cor de rosa algo extremamente demode para o quarto de alguém que já passou dos 12 anos de idade, mencione que cortinas com motivos de bichinhos são algo patético... use sua criatividade para avacalhar.

2-Circule de toalha e roupas intimas pela casa. Afinal de contas, você é  membro da família.

3-Aceite todas as bebidas alcoólicas que te oferecerem. Afirme que não vê problema nenhum em dirigir depois de tomar umas cervejinhas e que não entende tanta rigorosidade nessas leis americanas.

4-Sinta-se a vontade para ir ao quarto dos outros moradores da casa. Entre sem bater e sinta-se a relaxado(a) para assistir televisão e  fazer um lanchinho deitado(a) em cima da cama alheia.

5-Dirija sempre ultrapassando os limites de velocidade, e diga que acha o cumulo ter que dirigir em velocidade inferior a 100 km/h numa rodovia.

6-Se na casa habitarem animais, mencione que os detesta.

7- Se tiver curfew (limite de horário estabelecido pela família para que você volte pra casa) não cumpra.

8-Grite. Com as crianças, com os pais, com quem tiver vontade.

9-Não há necessidade de arrumar seu quarto. Afinal de contas, ele é seu.

10-Use o telefone da casa para falar diariamente com todos os seus parentes e amigos no Brasil. Quando a conta chegar, afirme a host family que não reconhece nenhum dos telefonemas, portanto, não vai pagar.

11-Use objetos pessoais da host family sem pedir permissão. Sua host mom tem um closet abarrotado e nem vai perceber que você foi ao cinema calçando aquele Manolo Blahnik marrom que estava esquecido em algum canto e você achou liiiindo.

12-Mude a decoração da casa conforme seu gosto. Troque moveis de lugar, retire do porão coisas que achou interessantes e coloque la outras que estão pela casa, mas que você considerou cafonas.

13-Se a host family for um casal, faça perguntas de foro intimo. Por exemplo: peça para ver fotos da lua de mel e jogue piadinhas maliciosas, dizendo o quanto eles parecem alegrinhos nas fotografias.

14-Implique. Faça intrigas sobre os outros empregados da casa, prestadores de serviço, com os parentes e amigos da host family.

15-Saia todas as noites sem avisar e volte sempre bêbado(a) e ou drogado(a).

16-Jamais leve documentos quando sair de casa.

17-Largue as crianças sozinhas dentro do carro.

18-Receba visitas sempre que quiser e jamais avise aos donos da casa.

19-Ouça musica na altura em que bem entender.

20-Durma fora sem avisar.

Agora tente se redimir de tudo seguindo eu no twitter @babufs

domingo, 2 de agosto de 2009

DOMINGO DE SOL

Estou eu, linda, loura, japonesa, de maquiagem Lancome, pilotando minha bike por Saint Louis e observando a linda vizinhança arborizada. Cruzo com outros ciclistas infantis. Penso como seria interessante estar escutando bossa nova nesse momento.

Observo os lagos com patinhos. Esquilos e coelhos atravessam as ruas (não to zoando), verifico que não estou aflita, com medo de roubarem minha bicicleta, porque oi? aqui no bairro não tem crime.

Começo a lembrar da minha vida no Brasil, de tudo que passei pra chegar ate aqui, e penso: DEUS! Eu consegui. Estou aqui. América. Encarei falta de grana, as pessoas (inclusive as mais próximas) desconfiando se eu viria mesmo, porque nunca fechava com família nenhuma, crise financeira, gripe suína...

E hoje - dia 02 de agosto de 2009 - minha vida esta finalmente explicada ao longo de uma pedalada. Agora entendo porque Deus não permitiu que eu me casasse no Brasil com o homem que amava, não permitiu que eu tomasse gostinho pela carreira que escolhi e não permitiu que eu tivesse garra pra estudar pra um concurso público, a opção que todo o universo familiar/roda de amigos tenta inserir na sua cabeça como A melhor coisa da vida.

Nada disso aconteceu PORQUE EU TINHA QUE ESTAR AQUI. Não sei como vai ser minha vida depois que voltar pra casa, mas as pessoas se preocupam muito com o amanha. Sei que eu não deveria estar fazendo nada mais nessa vida a não ser gastar meu domingo pedalando pelas ruas de Saint Louis...feliz da vida.

Trilha sonora sugerida para a leitura desse post: clique aqui.

Galera tesuda, me segue no twitter aeeee @babufs

sábado, 1 de agosto de 2009

De: Bruna França [mailto:bruna@blablabla.com]
Enviada em: quinta-feira, 16 de julho de 2009 17:16
Para: paidabruna@blablabla.com.br
Assunto: RE: noticias

Amado e bonito papai, Vc nao sabe da maior. O encontro das meninas (A diretora de area da Au Pair Care - uma pessoa que fica responsavel pelas au pairs de cada area, organiza encontros mensais para que as au pairs se conhecam) foi uma coisa podre. A maioria das meninas era alema. elas sao muito bonitas e simpaticas, mas soh falam alemao entre si, entao passei grande parte da noite boiando.
As unicas 3 meninas brasileiras que estao no meu Estado nao puderam ir ao encontro. O lugar era feio, meio velho, parecia um bar antigo meio abandonado.
Agora voce veja como eh uma m&#%a nao dominar o idioma local: pedi pro jantar um sanduiche, achando que fosse comer uma carninha gostosa com um queijinho em cima. Pois bem, veio uma carne moida horrorosa cheia de pimenta e com muita gordura. Passei mal horrores quando cheguei em casa. Pelo menos provei uma cerveja local que era excelente e foi a unica coisa que salvou a noite. Mesmo assim fiquei muito p#%a de pagar 8 dolares, o equivalente a 16 reais (!!!!!!!) pra comer um sanduiche de carne moida engordurado. Depois do jantar teria uma comedia no restaurante, tipo um grupo de teatro. Pensei que fosse algo tipo um stand up comedy. Achavamos que seria as 21h, mas nesse horario entrou o pior cantor que eu ja ouvi na minha vida, que cantou durante quase uma hora. Depois dele o grupo de teatro comecou a se apresentar, e eles eram a coisa mais sem graca do universo. Desespero bateu pra voltar pra casa. Pra fechar a noite com chave de ouro: Voltamos eu e minha amiga alema, a Anna, mortas de cansadas porque o local era muito longe de nossas casas. A Anna teve que dirigir por mais de 1 hora e meia ate chegar aqui (na casa da minha host family), e quando ela estava dando a re para pegar o caminho da casa dela... bateu o carro na caixa de correio da "minha" casa. olha a caquinha... A caixa de correio caiu no chao e quebrou, eh daquelas caixas de tijolo. Vai sair uns 600 dolares o conserto... Fiquei morrendo de pena dela, que alem de ter que pagar a caixa de correio ainda vai ter que pagar os arranhoes do carro da familia... (na verdade a regra do Programa de au pair eh que em qualquer acidente de automovel a au pair paga apenas 250 dolares, nao importa o nivel do acidente. A au pair somente paga o valor total do reparo do acidente SE ela for otaria, digo SE quiser).
E a medaaaa pra contar pra familia aqui! Eles estavam dormindo, entao escrevi um bilhete contando tudo e deixei em cima do fogao. Acordei mais cedo e esperei acordarem. Contei tudo, eles riram pra caramba e disseram pra eu ficar tranquila porque nao tenho culpa de nada, e que ligariam pra familia da Anna porque provavelmente lah eles devem ter seguro contra terceiros e que vai cobrir o reparo da caixa de correio.
Hoje minha host me levou pra abrir uma conta bancaria, despachou as criancas durante a manha e me mandou descansar. Eles conversaram comigo e disseram que isso nao eh motivo para surto, que eh soh uma caixa de correio e que jamais devo perder meu sono por isso. fiquei aliviada pela postura deles, mas que a situacao eh chata eh.
aquele abraco
segue eu no twitter @babufs
De:bruna@blablabla.com
Enviada:
segunda-feira, 29 de junho de 2009 22:30:12
Para:
adriana@blablabla.com

Diferenca cultural: amiga, de qualquer forma eu nasci ai nesse Brasil. Vou morrer ai ne. Isso aqui eh soh 1 ano, mais tardar 2 anos e eu volto pra casa desempregada mas pelo menos com algum $ no bolso ate dar um rumo na minha vida (nao eh toda au pair que consegue juntar dinheiro, pois aqui eh o pais do consumo e por mais que voce nao seja consumista os olhos brilham).
Dirigi "meu" carro hoje (galera, o carro nunca eh nosso!!! nunca se esquecam disso! o carro eh da host family e eles permitem que voce use), mas foi soh um treino. Dirigir aqui eh facil, soh que carro automatico eh muito diferente e as regras de direcao tambem (cada Estado americano tem sua propria lei de transito; a Permissao Internacional para Dirigir - PID - que tiramos no Brasil antes de virmos pra ca ajuda muito mas acho melhor tirarmos a carteira de habilitacao do Estado onde estamos, pois assim nao precisamos andar pra todos os lugares com passaporte - documento que eh um supertranstorno se perdermos - e ainda aprendemos melhor as regras de direcao do Estado, nao correndo o risco de fazermos nenhuma besteirinha com o carro da host family) . Por exemplo vc nao pode dar uma rezinha na hora de estacionar. O carro tem que ir de uma vez soh pra vaga. Nao eh dificil, eu consegui, mas eh preciso algumas horas de treino.
To passando perrengue no ingles, a host family tem sido bacana e compreensiva. Minha vida virou um filme sem legenda. Ta complicado, mas eu vou conseguir. Hoje falei com minha host pra vermos logo o curso de ingles que devo fazer, porque sei o quanto eh chato para as pessoas terem que falar devagar por minha causa e repetir tudo varias vezes. Ela disse que tudo bem, pra eu nao me preocupar que veriamos o curso entao devo comecar no proximo semestre (as ferias de verao nos EUA sao no meio do ano, entao as aulas soh regressam mais ou menos no final de agosto).
Hoje foi meu 1o dia de trabalho e foi tranquilo, acordei e troquei as criancas, levamos a menina na escola, que nao verdade nao eh a escola mesmo, mas tipo uma colonia de ferias. Daih fomos fazer compras no shopping e no mercado, ganhei um nike preto de presente e fiquei me achando gateeeenha. Entao voltamos pra casa e ela me mandou brincar com o nenem no parquinho enquanto ela fazia o almoco. Depois de almocarmos ela colocou ele pra dormir. Enquanto ele dormia eu dormi um pouco no meu quarto e depois fiquei lendo, entao ele acordou e depois que comeu uma besterinha ela falou pra eu levar ele no parquinho outra vez e daih ela apareceu no parquinho e disse: "ok, Bruna! pode subir e fazer o que voce quiser porque seu horario de trabalho acabou!". Entao fui tomar banho, ela me convidou pra jantar e ir a livraria com eles. Voltamos pra casa e fui treinar direcao no "meu" carro, ate que voltei e estou aqui. Vou ler e boa noite. aquele abraco.
From: bruna@blablabla.com
To: adriana@blablabla.com
Subject: RE RE: chegueeeiiii!!!!
Date: Sun, 28 Jun 2009 22:51:56 -0300
Nem que eu tivesse trabalhando como presidente da Mercedes-Benz estaria tao satisfeita como estou aqui, pelo menos por enquanto.
Os pais sao superpresentes e carinhosos com as criancas, eu tenho q ajuda-los de manha c as tarefas tipo tirar a criancada da cama, botar pra fazer xixi, trocar as roupinhas, servir o cafe e levar na escola. Os pais botam pra dormir.
Tenho os finais de semana livres. O horario de trabalho das au pairs eh 45 horas semanais, nunca a mais e as vezes (dependendo da boa vontade dos hosts) menos. Mas nunca devemos contar que eles sejam liberais e bons de jogo e nem sempre o final de semana das au pairs eh livre, tudo depende da ordem da casa. Nosso papel eh respeitar!
Olha mas eu tenho que contar como foi meu dia hoje: De manha os hosts bateram na porta do meu quarto me convidando para ir ao Jardim Zologico com as criancas. Foi lindo, amei.
Durante a tarde a host me chamou pra ir na casa da vizinha conhece-la e quando estou passando pela garagem e olho para a lateral do meu carro verifico que ele nao eh somente um (tipo) automatico, mas eh uma (marca). uma (marca) !!!!!!!! P*##A!!!!!!!! Entao depois d`eu quase pular no colo dessa mule e perguntar se ela nao quer casar comigo, fomos na casa da vizinha. me deparei com uma das cenas mais lindas da minha vida: um casal de sessentoes bronzeado, sentadinho na varanda ouvindo a musica country mais deliciosa que ja escutei na minha vida, tomando 2 tacinhas de vinho liiindas, com um poodle preto que corria feliz pra cima e pra baixo. Eles foram muuuito simpaticos comigo, o senhorzinho contou que serviu o exercito americano e que ja foi ao Brasil varias vezes, que meu pais eh maravilhoso… e tudo mais que eles falavam ou perguntavam era ameno, simpatico e gostoso de participar. Comentaram sobre a morte do Michael Jackson (claro), sobre politica (Obama), sobre carros e blablabla. Na prateleira onde ficava o som havia uma escultura escrito: "life is good" e numa outra escultura havia escrito algo como "voce tem um melhor amigo que sabe quem voce eh e ama voce mesmo assim", e do lado tinha uma Cruz de Cristo. Lindo!!!Uma paz inundou meu coracao que eu fiquei ali parada querendo guardar aquela cena na minha cabeca ate o dia em que eu morrer. Realmente life is good!!!!!! Quando voltei pra casa 2 criancas lindas vieram me abracar fooorte dizendo meu nome e sorrindo.Tem como pelo menos por enquanto nao estar feliz? nao tem neh!!!!!
enfim, aquele abraco
twitter @babufs

ASSUNTO: Resposta das perguntas que a minha melhor amiga me fez. Email adaptado para a compreensao do querido leitor.

O curso em NYC foi legal, tipo uma babaquicezinha necessária... Aprendi 1os socorros, brincadeiras infantis, como me comportar na casa da host family nas 1as semanas etc.
Ainda não tenho uma câmera digital, as fotos q bati em NYC foram em câmeras descartáveis que comprei lá, então quando mandar revelar boto pra jogo.

Olha, to com tanta saudade mas tanta que em NYC sempre que lembrava de você começava a chorar. Bem, na verdade, to chorando agora também (enquanto escrevia o email).

No início tudo esta sendo novidade, então, sinceramente, não estou nem um pouco deslumbrada. A família esta tentando ser gentil, dizem o tempo todo que moro aqui então posso fazer o que quero, comer o que quero, etc. Hoje a mãe vai me levar ao mercado pra comprar as coisas que gosto. Ela é beeem americana mesmo... Parece que ta forcando uma barra pra ser legal, mas percebi que esse é o jeito de americano, ela realmente é legal, só não tipo nos, q ficaríamos de ohhhhhhwwwnnnn buzuzu neném etc. Ontem ela trouxe um óculos lindo de presente. Achei uma fofice. O pai me contou que eles me escolheram porque me acharam mais madura, que as outras au pairs que entrevistaram pareciam fanfarronas e que pareci mais responsável. Fiquei me achando super gatinha.

Anota ai meu adress, caso eles sejam psicopatas e me matem vc sabe onde ta meu corpitcho

0000 BLABLABLA LANE (STREET ADRESS)
BLABLA (CITY) MISSOURI - MO (STATE)
00000 (ZIP CODE)

PHONE NUMBER : 000 (AREA CODE) 000-0000

amo-te

Leitores, me sigam no twitter @babufs
amo vcs tbm

Anuncio de chegada

From: bruna@blablabla.com
To: adriana@blablabla.com
Subject: RE: chegueeeiiii!!!!
Date: Fry, 26 Jun 2009 13:25:04 -0300

ASSUNTO: Chegada na host house (casa da família que me recebe nos EUA) - texto enviado no por email para a minha melhor amiga no Brasil, que agora compartilho com meus prezados leitores (fiz as devidas adaptações, para que o texto se torne compreensível a todos).


Querida amiga,

Oiiiiiiiiii!!!!! Finalmente estou na minha casa nova!!!!!!
NYC (local onde fiz o curso preparatório da Au Pair Care) é uma cidade liiinda!!!!!! A família é legal, eles são bem diferentes do que eu pensava.... novos e bem descontraídos, tem amigos que os visitam sempre. Cheguei ontem (dia 25 de junho), hoje já fomos ao mercado e dei uma volta de carro pela cidade. O povo esta tentando ser simpático e agradável, espero que continuem assim...

A casa é linda, meu quarto é fofo e tem tudo o que preciso. A cidade é beeem tranquila, parece um condomínio gigante de casas da Barra (bairro carioca, onde há enormes condomínios de casas)....

Meu trabalho começa somente na segunda-feira, quando a host vai me passar a lista sobre o dia a dia das crianças e vou perguntar as coisas que acho importantes (trouxe uma listinha). Durante uma semana, eles vão ficar em casa me mostrando a vizinhança e a rotina infantil, o que não é sempre padrão entre as famílias, pois cada casa tem sua rotina. Como a au pair sera recebida na sua primeira semana, depende da organização da host family.

Por hoje é só.

Aquele abraço.

Leitores, meu twitter aeeeee @babufs

APRESENTACAO DO BLOG

Quando decidi ser au pair, minha vida virou uma eterna busca no google sobre os diários de au pairs que já estavam vivendo essa experiencia.


Elas, com seus relatos e dicas, emoções, gritos, gírias, reclamações e descrições de festas, foram as maiores incentivadoras da minha viagem. Agradeço a todas as desconhecidas e conhecidas, que com seus blogs tornaram minha vida mais feliz e esclareceram minhas inúmeras duvidas como au pair iniciante.

Vivo em Saint Louis, no Estado do Missouri, nos Estados Unidos. Cheguei por aqui faz um mês e espero passar esse ano (talvez dois) na paz e poder ajudar as meninas que pretendem vir ou que estão recém chegadas, ou apenas divertir meu querido leitor.

Duvidas, reclamações, sugestões, escreva para brunnahf@gmail.com

Aquele abraço e me segue no twitter ae @babufs