quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Familia convencional ou mae/pai single?

A principio sou contra hosts solteiros(as).

Nao pretendo generalizar - obvio que voce pode pegar um casal em vias de divorcio que desconta todas as frustracoes do casamento avacalhado em cima da au pair, como tambem pode pegar host solteiro(a) que eh São João da Cruz outra vez.

Mas veja bem: pessoas solteiras com criancas pequenas sao recem divorciadas ou viuvas. Hosts sao humanos, independente da cultura. Uma perda recente de companheiro(a), seja por separacao ou falecimento, tende a resultar um abalo emocional absurdo na vida de alguem. Por mais que a pessoa seja educada e nao demonstre de maneira tao explicita o quanto esta transtornada, seus habitos estao - digamos - modernosos em excesso. Pra ser mais clara: Novos solteiros, por mais pudicos que tenham sido durante toda a vida, passam a adotar SACANAGEM como sobrenome.

Voce pergunta: E por que isso pode causar problemas a au pair?

Eu respondo: Pessoas solteiras querem piranhar. Isso nao alteraria em nada a sua vida desde que voce nao tivesse que ficar com as criancas enquanto o(a) host vai fazer suas farras na noitada.

Reflita sobre isso na hora do seu match. Nao estou levantando bandeira pra ninguem evitar ir pra casa de solteiros (as) nao, adoro todos (conforme afirmei no inicio do texto). Tenho certeza que existem single hosts maravilhosos(as) por ai. Falo apenas para que seja um ponto a mais para voce analisar no momento de escolha da familia.

Casais (em geral) tem rotina feliz, querem dar atencao as criancas, nao precisam copular na rua porque em casa jah tem um feijao com arroz garantido, ou melhor, hamburger com queijo (ai pessima essa).
Enfim galera, um grande abraco e nao esquecam de me ligar.
Fico por aqui e nao posso deixar de mencionar que tudo que escrevo, errando ou acertando, eh pra te ver feliz.
Perguntas, esculhambacoes, elogios, criticas, convites pra sair ou pra perguntar o numero da minha conta pra depositar um galo, escrevam para brunnahf@gmail.com

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A Cinderela nao eh minha amiga?

Cinco coisas que finalmente descobri depois que sai da casa dos meus pais:
1- Nao existe mundo magico onde tudo funciona automaticamente.
2-Nao existem duendes do papel higienico que trocam os rolos enquanto eu durmo.
3-As empresas que fabricam sabonetes nao tem fadas contratadas como entregadoras. Jamais realizarei o sonho encantado de entrar no banho e ver criaturinhas voadoras vestindo camisetinhas estampando o simbolo Dove. Ou seja, ou eu mesma reponho o sabonete no box ou lavo o corpo somente com agua.
4-O arroz nao surge na mesa.
5-Roupas nao sao colocadas limpas e passadas no meu armario pela Deusa Fashion.

sábado, 12 de setembro de 2009

A Host Family Eh Legal?

Na maioria das vezes, se voce tiver fechado um match direitinho, eh.
Sugestao de reflexao: E voce? Voce eh legal?

Amor, veja bem, a casa nao eh sua. Os hosts nao sao seus pais.
A au pair faz parte da familia assim como qualquer empregado domestico no Brasil que trabalhe para pessoas de HONRA fazem parte da familia.
Voce nao esta vindo para os Estados Unidos porque a Host Family sonha em ter um(a)intercambista brasileiro(a) em casa, mas porque eh muito mais em conta do que manter uma nanny (baba local).
LOGICO que se eles forem pessoas NORMAIS, equilibradas e inteligentes, que amam seus filhos, vao fazer de tudo para que a figura que tome conta das criancas (no caso, voce) sinta-se bem, alegre e contente para que possa desempenhar um trabalho bacana.
Existem familias malucas? Logico. Mas analise bem ate que ponto ELES sao malucos ou VOCE que eh maluco(a).
Outro dia li num blog que uma au pair encheu o bumbum de vinho junto com outra au pair. Sabe aonde? Em casa. Sabe que horas? No horario de trabalho. Advinha o que aconteceu? Advinha! Advinha! Host mom chegou em casa. Deu de cara com a au pair enrolando a lingua e caindo pela casa. As criancas apavoradas. A Host Mom deveria fazer o que na sua opiniao? Beber junto com a au pair ou jogar a mala dela na rua? EU chamaria a policia.
Novamente ressalto que ninguem aqui esta afirmando que nao existe Host Family insana.
Ja li sobre caso de Host Family traficante de drogas. Infortunio da au pair. Falha da agencia? Talvez, mas se o cara nao esta preso significa que nao eh imbecil, pode ter apresentado na agencia uma das 90 mil identidades falsas que possui. Malandro eh malandro e mane eh mane. O fato eh que a candidata nao tem como saber ateh chegar na casa dos caras, ate porque nenhum bandido vai escrever na carta de apresentacao da familia nas agencias algo como:
"Querida candidata a au pair,
Ola! Meu nome eh John, minha esposa eh Mary. Moramos na Florida. Temos 3 criancas maravilhosas e precisamos de uma au pair porque realmente temos muito trabalho. Somos comerciantes, nosso ramo eh entorpecentes. Fabricamos em casa a melhor cocaina de toda a regiao e somos conhecidos pelo bom gosto de nossos comprimidos de ecstasy. Nossa maconha tambem eh de alta qualidade, plantamos em um jardim especial que a levaremos para conhecer. Voce vai adorar!
Devido a nossa intensa rotina de trabalho, precisaremos que a au pair trabalhe a noite alguns dias, pois nosso mercado eh muito amplo em bares e festas e nessas ocasioes precisamos de uma pessoa carinhosa que passe as noites com nossas criancas para que possamos trabalhar em paz.
Esperamos que voce faca parte da nossa familia!
Com carinho,
Mr and Mrs Marihuana"

Pois eh, voce jah viu carta assim? Eu tambem nao.
Enfim pessoal, analisem direitinho as informacoes da carta da host family e nas horas de entrevista tente sempre manter por perto alguem que fale um ingles melhor que seu para te ajudar. Assim voce tem mais chances de fechar um match com uma host family que realmente combine com voce.
Tenha em mente que pequenos habitos na sua casa podem ser considerados desagradaveis na casa alheia. Por exemplo: Uma cerveja depois do jantar pode ser um habito saudavel na casa dos seus pais, mas nao em casa de host family que segue religiao que restringe bebida alcoolica;
Se voce toma banho sempre depois das 21h e usa secador de cabelo, certifique-se de que o barulho nao ira atrapalhar o sono dos outros moradores da casa;
Se voce fuma, analise se vale a pena mentir que nao fuma para uma familia de anti-tabagistas sabendo previamente que sera impossivel seguir tal restricao.
Pequenas coisas toleraveis no inicio tornam-se insuportaveis e causam rematch depois da fase "lua-de-mel".
Nao tenha vergonha de PERGUNTAR na entrevista. A maioria dos desentendimentos acontece pela ausencia de esclarecimentos no momento do MATCH. O significado de match eh COMBINACAO = Familia que combina com voce.
Tudo eh uma questao de analise, ponderacao, equilibrio, boa vontade e sabedoria.

Finalizo fazendo minhas as palavras do mestre Almir Guineto:

Au Pair Rica, Au Pair Pobre - Parte 2


Se um amigo enfermeiro, professor, dentista ou museologo te contar que recebe da empesa onde trabalha um carro com gasolina, celular, despesas com moradia e alimentacao quitadas e curso de idioma voce vai achar que ele esta num emprego maravilhoso, otimo, praticamente perfeito, mesmo que o salario liquido dele nao seja grande coisa.
Mas se um amigo fala que recebe isso tudo e que eh au pair voce olha com cara de bunda ou questiona se vale a pena, se esta legal, etc.
Por que?
Em primeiro lugar voce pode afirmar que nem toda au pair recebe os beneficios mencionados acima. Oquei. Nem todo emprego concede isso tambem. Mas PODE receber. Eh soh voce perguntar a familia (antes de vir) quais serao os beneficios (Farei um post sobre perguntas durante as entrevistas). Igualzinho nas vagas de emprego.
Lembrando que isso aqui eh um intercambio cultural onde trabalhamos e nao propriamente dito um emprego eterno, mas eu DETESTO gente que esta aqui como au pair e diz que nao eh o emprego dos sonhos de ninguem, mas que "tudo bem"....
Entao por que veio?
Ou faz as coisas de coracao, para que possam valer a pena, ou nao faz.
Fica ai a dica.

Au Pair Rica, Au Pair Pobre - Parte 1

Essa foi uma conversa de msn com um amigo, devidamente editada para melhor compreensao do querido leitor.

- Bruna, voce lembra da Fulana, aquela minha amiga da PUC?
-Aquela branquinha bonitona das mechas vermelhas que sabia tudo de Renoir?
-Essa. Entao. Ela eh au pair na California.
-Ah, que bom! Mais uma amiguinha! Me passa os contatos dela depois? Em que cidade ela esta?
-Po...nao lembro. Vou perguntar outra vez quando ela entrar no msn.
-Ta bom, esquece nao!
-Ok, mas o que eu ia te dizer eh que ela eh muito pobre.
-Ha?????
-Eh, ela me contou que o salario de au pair nao da pra nada. Que soh nao passa fome porque tem comida em casa mas que o salario vai embora em uma semana e passa o resto do mes com a ajuda da familia dela no Brasil.
-Serio?
-Eh, e voce tava me contando outro dia que consegue guardar dinheiro, porra. Nao entendi nada. Como assim?
-Como assim que amor, sua amiga esta na CALIFORNIA. E eh uma pessoa fanfarrona se nao me engana a recordacao que mantenho dela.
-hahahahahahhahaha. Eh sim.
-Pessoas fanfarronas que estao na California bebem e fazem compras. Experimenta beber em qualquer local do mundo e sair fazendo compras pra ver se rapidinho voce tambem nao fica pobre.
-Eh verdade...
-Em contrapartida...oi? Eu to no Missouri. Fazendas de milho ao meu redor. Recebo meu salario e na mesma mao em que o pego ja direciono pra dentro da gaveta e lah ele permanece. Logo, acumula-se. Desta forma, ele pode entao ser direcionado para viagens e afins, ao contrario de quem nao consegue parar de gasta-lo porque tem a night e as compras bombando ao seu redor.
-Ah, to ligado.