segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Au Pair comprometida no Brasil - Terminar o relacionamento ou encarar o pavoroso namoro a distancia?

A Carol, autora de um dos poucos blogs inteligentes de au pair, fez um post excelente abordando tal questao. Vale a pena ser lido.
Segue abaixo minha humilde opiniao combinada com a minha presente experiencia:
Eu saia com meu atual namorado desde janeiro deste ano, mas soh assumimos o titulo (alias coisa que eu detesto eh denominacao...) em maio, isto eh, 01 mes antes do meu embarque para Saint Louis.
Infelizmente eu nao tenho mais 18 anos. A vida com meus 03 excelentes ex-namorados e com os sei lah quantos cafajestes e caras-legais-que-apareceram-em-hora-errada me ensinou muita coisa - inclusive a pensar.
Eu realmente nao ligo para denominacoes e titulos, sou muito mais fiel aos sentimentos em si e acho que estes sim ditam as regras. Por isso deixei em total liberdade a decisao do meu namorado. Falei: Filho, eh contigo mesmo. Faca o que quiser. Quer sair? Saia. Quer ficar em casa? Fique. Quer pegar mulher? Pegue. Quer ser fiel? Que bom! Vou apreciar.
A resposta "Eu te amo e vou esperar voce voltar para nos casarmos" eu ja imaginava, porque conheco meu namorado desde que eramos criancas e sei que ele morre atropelado por mim. Sei tambem que ele nunca foi fanfarrao de noitada, que a maioria dos amigos dele sao comprometidos em relacionamentos serios e que eu nao ficaria aqui como muitas meninas ficam, gritando coisas como "Eu acho que o fulano foi pra night com os amigos", "Uma vaca ruiva escreveu um scrap suspeito no orkut do ciclano..." etc. Mas independente do que o meu namorado respondesse, eu iria aceitar de coracao aberto porque creio nas palavras do profundo conhecedor da natureza humana, Raul Seixas: "o amor soh dura em liberdade, o ciume eh soh vaidade". Antes que voces comecem de mimimi, explico: A fidelidade eh resultado do amor no coracao das pessoas e nao do titulo "namorado", "noivo", "casado", "peguete", etc. Conheco pessoas que nao ficam com ninguem porque sao apaixonadas pelo ex de sei lah quantos anos atras e sentem estarem traindo seus proprios sentimentos caso se envolvam com outro alguem... Eu sou extremamente assim. Se gostar do cara nunca vou ter coragem de ficar com outro, mas se nao gostar...
O que me faz confiar no meu namorado ate hoje (apos 05 meses de intercambio e namoro a distancia) eh a postura que ele apresenta. Vou citar apenas um entre os zilhoes de exemplos: A diferenca de horario do Missouri para o Rio de Janeiro eh de 04 horas. Sente o drama: quando aqui sao 20h, horario em que volto da academia e entro no msn, no RJ sao meia-noite. Esse contra-tempo nunca impediu meu namorado de estar online firme e forte me esperando, mesmo precisando acordar antes das 08 todos os dias.
Apesar de tudo estar caminhando bem sinceramente nao sei como vai acabar, em ano-de-au- pair tudo pode acontecer mas o que almejo eh ser feliz e nao magoar ninguem.
Entao acho que a melhor coisa a fazer depois que o aviao decolar eh colocar sua vida afetiva nas maos de Deus e curtir seu ano de au pair na paz do Senhor.
Pelo amor de Jesus Cristo, nao seja infantil. Saiba analisar a situacao e seja sensata. Faca sempre o que nao va agredir os seus sentimentos/conceitos, aproveite seu ano de intercambio e lembre-se que tudo que eu quero eh que voce seja muito, mas muito feliz.
meu twitter @babufs - segue la