quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Tudo Ladrão


Sei que deu a maior zica.
Minha host entrou no meu quarto sexta-feira a noite enquanto eu fazia as malas para viajarmos e perguntou: Você recebeu alguma visita aqui em casa de ontem pra hoje?
Claro que não! Por que?
Porque roubaram 1.000 dólares das nossas coisas, o dinheiro da comida da nossa viagem...só pode ter sido o pessoal do serviço de limpeza! Vamos chamar a polícia!


Chega o policial, interroga todo mundo e vai embora.
Agora como fica você, au pair-estrangeira-latina-de-merda numa hora dessas??? Como fica você, sua brasileira, oriunda de país de bandidos???

Você fica mal.

Por mais óbvio que não tenha sido você, seu coração bate forte pela desconfiança, pela situação desagradável de precisar dar um depoimento em um idioma que não domina, por estar numa casa que não é a sua e que sumiu algo de valor. Por mais que minha host tenha afirmado que não me considera uma estranha e tenha demonstrado que nunca desconfiou de mim, logico que lá no fundinho pensou na possibilidade...

Como quem não deve não teme, pedi a Deus que o culpado aparecesse e ontem minha host contou que o investigador telefonou informando que foi uma moça do serviço de limpeza chamada Jenny. Vaca.
Agora chegou a parte que interessa a você, querido(a) leitor(a) intercambista. Dicas da titia para que nem a polícia nem seus hosts desconfiem da sua honesta pessoa quando uma situação desagradável dessas ocorrer:

1-Você pode se rasgar de curiosidade, mas JAMAIS, leia outra vez, JAMAIS toque em nada além do que é seu ou relacionado ao seu trabalho. Somente entre no quarto dos adultos ou toque em objetos não relacionados ao dia-a-dia da casa caso seja expressamente autorizado(a) /convidado(a) pelo dono. Evite pôr a mão em jóias, envelopes, cofres ou qualquer coisa que possa demonstrar ter o mínimo valor. Essa é a maneira mais fácil das suas digitais não aparecerem em nada e você não ter que explicar pra polícia que só tocou naquela jóia roubada porque queria se olhar com ela no espelho e nada mais.
O policial só verificou que não fui eu quem pegou a porra do dinheiro porque minhas digitais não estavam impressas no envelope de onde a quantia estava guardada. Agora imagina se eu tivesse dado uma de curiosinha e tivesse ido fuxicar gaveta da casa e mexido no envelope onde estava esse dinheiro? Não gosto nem de pensar.

2-Caso na sua host house tenha serviço de limpeza realizado por equipe que vai na casa uma vez por semana, preste atenção nas pessoas. Aqui nos Estados Unidos é comum a faxina funcionar da seguinte forma: um grupo de uns 03 funcionários vai no local, realiza o serviço e vai embora. A rotatividade de pessoas que executa esse trabalho é grande; é comum cada semana ter um estranho diferente limpando a casa. Por isso, evite dar assunto e informações sobre a rotina da família, mas seja educado(a) e quando possível fique de olho. Preste atenção nas pessoas - comportamento e características físicas como por exemplo cabelo liso ou ruim, claro ou escuro, se usa óculos, se é gordo ou magro, cor da pele...

3-No depoimento ao policial, não se emocione nem sinta-se ofendidozinho(a) com qualquer pergunta. Seja solícito e disposto a ajudar. Tenha educação - o cara esta apenas fazendo o trabalho dele. Demonstre que tem maturidade e equilíbrio. Fale pra fora, olhe no rosto dele, sente-se em posições que demonstrem que você esta a vontade. Fique tranquilo(a), a verdade sempre vence. Essas pessoas são treinadas para detectar mentiras ou apenas nervosismo, então manter a serenidade e ser natural é tudo.


4-Depois que tudo acabar, tire sarro da situação e conte pra galera como foi.

Aquele abraço e não esqueçam que vocês, leitores, são o tempero da minha comida, a escada da minha subida, o Noel Rosa da minha Vila Isabel.
Me consolem seguindo eu no twitter @babufs