terça-feira, 26 de julho de 2011

Escolha da Host Family - Sobre Crianças Com Necessidades Especiais - PARTE 01

A au pair Rutinha é boazinha! A au pair Raquel é !

De todos os conselhos gratuitos que você já recebeu nessa vida, considere este o mais precioso:
Somente aceite cuidar de crianças com necessidades especiais se você for/pretenda ser uma profissional no tema - estudante de medicina, enfermeira, fisioterapeuta, psicologa, pedagoga.
O que quero dizer é que você precisa amar muito essa coisa toda de doenças estranhas e tals.
Eu costumava cuidar de 02 crianças normais. Sim, meu programa acabou por agora, mas isso é assunto pra outro post. Mas como eu ia dizendo, essas 02 criancinhas normais muitas vezes me proporcionavam dias em que eu sentia vontade de catar meus paninhos de bunda daquela casa e estar linda e serelepe nas areias de Ipanema no dia seguinte.
Então imagina cuidar, sem técnica, de gente que depende de medicação regulada pra viver dignamente em sociedade. Gente portadora de doenças graves, que você nunca ouviu falar e muito menos sabe lidar.
Fica a dica de reflexão, continuo o post numa 2a parte amanhã.

Quer ser minha au pair?


Sigam a tia no twitter @babufs
Perguntem o que quiserem no e-mail brunnahf@gmail.com